Como atuamos

Território CEU


Ao iniciar suas atividades em São Miguel Paulista, a Fundação Tide Setubal optou por não ter uma sede própria. A escolha pela revitalização e gestão do Clube da Comunidade Tide Setubal seguiu a perspectiva de recuperar espaços púbicos, valorizando a origem e a identidade da localidade e estimulando uma nova maneira de uso, apropriação e pertencimento. As práticas, antes restritas ao esporte, foram ampliadas a partir da escuta da comunidade. Uma ampla programação cultural e oficinas artísticas e culturais tornaram o CDC um espaço educativo, de encontro e convivência.

A essência do trabalho desenvolvido no CDC para torná-lo um espaço educador, aberto à comunidade, conecta-se à perspectiva do Território CEU, projeto lançado pela prefeitura municipal de São Paulo, que objetiva alcançar maior equidade na oferta de serviços públicos por meio da integração física e de gestão dos diversos equipamentos municipais existentes e de um planejamento integrado.

Diante da nova proposta municipal e da crença na parceria com o poder público e na educação integral como elemento essencial para o desenvolvimento, a Fundação Tide Setubal procurou a Secretaria Municipal da Educação para contribuir com a configuração desse novo mapa no território, atuando fortemente na mediação do diálogo Estado/sociedade para que se efetivem ações concretas de apropriação do uso do novo espaço. A união com a EMEF Almirante Pedro de Frontin, a EMEI Helena de Paula Marin e o Mini Balneário Almirante Pedro de Frotin é uma oportunidade de fortalecer o cenário da educação integral, com mais tempo na escola e diferentes oportunidades de aprendizado.

O Território CEU em São Miguel passou a ser desenhado com escuta de todos os parceiros envolvidos em muitos encontros, e um processo de construção e implantação se desenvolverá nos próximos anos, transformando a inserção da Fundação no território. Plano pedagógico, reformas na estrutura, consulta à comunidade foram realizadas com acompanhamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e a Secretaria Municipal de Educação. Em junho de 2013, um evento com a presença do prefeito Fernando Haddad anunciou a criação com a apresentação de atividades já realizadas nos espaços e a abertura dos muros entre os espaços, unidos pela recém-batizada Rua da Integração.

Os planos de reforma apresentam a construção de um novo equipamento com teatro, piscina, biblioteca e uma creche, com processo de licitação encerrado e previsão de início da obra em janeiro de 2015.
Antes mesmo da criação do novo espaço, ao longo de 2013, atividades interligaram o CDC e os alunos da EMEF e da EMEI. A quadrilha da EMEI se apresentou no Encontro de Cultura Caipira, a Rua da Integração foi ocupada pela produção dos alunos da EMEF Almirante Pedro de Frotin durante o Festival do Livro e da Literatura, além dos encontros para reflexão sobre novas ofertas para o território. O tema Escola Sustentável, foco do planejamento pedagógico para 2014, conta com a participação da Fundação.