Notícias

CPDOC promove workshop e expedição fotográfica no aniversário de São Miguel


18/09/2009

Em comemoração ao aniversário de 387 anos de São Miguel Paulista, na zona leste da cidade de São Paulo, o Centro de Pesquisa e Documentação (CPDOC) São Miguel promoveu no dia 12 de setembro o Workshop e Expedição Fotográfica pelo Bairro, que reuniu moradores e alunos das escolas públicas da região para registrar os monumentos históricos e culturais do bairro.

“O objetivo é suscitar a discussão da memória coletiva por meio da produção fotográfica”, explica Mauro Bonfim, coordenador do CPDOC. “É importante que os participantes se reconheçam no próprio espaço, porque é nele em que se dão as relações sociais e a atuação dos moradores enquanto cidadãos”, afirma. 
O workshop começou às 10h no CPDOC, localizado no CDC Tide Setubal, com uma apresentação de uma hora e meia para 23 pessoas sobre as técnicas e conceitos da fotografia como documento. A expedição teve início às 14h, partindo do CDC Tide Setubal, no Jardim São Vicente. Os 11 participantes (equipados com suas câmeras) percorreram as ruas do bairro fotografando a paisagem urbana, os monumentos históricos, os moradores e as casas. O grupo produziu cerca de 400 imagens, que serão incorporadas ao acervo do CPDOC. 

O roteiro incluiu a Mesquita de São Miguel Paulista, a EMEF Arquiteto Luis Saia, a EE Rev. Tércio Moraes Pereira, a Capela de São Miguel Arcanjo (o templo religioso mais antigo do Estado de São Paulo), a Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra, a Catedral de São Miguel Paulista, a estação de trem, o Mercado Municipal Dr. Américo Sugai (o Mercadão), o Colégio D. Pedro I e o Corpo de Bombeiros.
Durante esse percurso, os participantes também gravaram suas impressões em áudio, e os resultados serão divulgados no blog do CPDOC.

O aniversário de São Miguel Paulista é comemorado no dia do padroeiro do bairro, São Miguel Arcanjo, em 29 de setembro. As atividades comemorativas tiveram início no dia 2, com uma missa na catedral. A programação inclui campeonato de skate, circuito de corrida de rua, passeio ciclístico, festa japonesa, festa portuguesa, festa oficial do padroeiro e desfile cívico.

Novos olhares para São Miguel

Entre os integrantes da expedição fotográfica estava o universitário Carlos Alberto de Oliveira, 28 anos, que cursa o segundo ano de jornalismo na Unicsul (Universidade Cruzeiro do Sul). Segundo ele, a experiência foi marcante porque lhe permitiu ficar por dentro de aspectos do bairro que antes desconhecia, a exemplo da história da Capela de São Miguel Arcanjo e da Companhia Nitro Química e a trajetória dos migrantes nordestinos em São Miguel.

“Como morador e cidadão pude entender como a história do bairro influencia as nossas vidas, e vice-versa. Também aprendi que podemos contribuir para a preservação da nossa memória e do nosso patrimônio”, conta.

O estudante ressalta ainda o aprendizado que o ato de fotografar lhe trouxe. “No dia-a-dia, geralmente, olhamos os monumentos históricos com um olhar pragmático, mas, quando estamos fotografando, percebemos a beleza da paisagem; a fotografia permite a quem está retratando interagir com a arte que vemos”, explica.
 
Para Letícia de Souza Soares da Costa, 15 anos, aluna do primeiro ano do ensino médio no Colégio Argumento, em Ermelino Matarazzo, foi prazeroso andar pelo bairro onde vive e tirar fotos dos lugares por onde sempre passa, mas sem dar muita importância.

“O que mais gostei foi fotografar a Capela de São Miguel Arcanjo, que é da época da colonização e eu não sabia disso. Durante a visita, aprendi a prestar mais atenção nas coisas e a ver a beleza de cada lugar”, relata. Ela cogita que a experiência possa se transformar num projeto profissional futuro. “Gostei bastante da experiência. De repente, posso até virar fotógrafa, não é?”.