Notícias

Ponto de Leitura do Galpão de Cultura e Cidadania participa do projeto Fanzines nas Zonas de Sampa


GALPãO | JUVENTUDE | LEITURA 28/08/2014

Crianças e jovens frequentadores do Ponto de Leitura do Galpão de Cultura e Cidadania participaram da oficina de fanzine, parte do projeto Fanzines nas Zonas de Sampa, com o ilustrador e cartunista Marcos Venceslau. 
 
Antonia Marlucia, assistente do Ponto de Leitura, conta que o Galpão foi escolhido para participar do projeto por ser muito frequentado por jovens da comunidade, “fomos convidados pela Coordenadoria de Bibliotecas de São Paulo, fizemos a divulgação e os jovens logo se interessaram. Todos os participantes das oficinas de fanzine já integram outros grupos do Galpão”.
 
O Fanzines nas Zonas de Sampa, que teve início em 2006, busca levar uma nova linguagem para o público e aproximá-lo da leitura. As oficinas são divididas em Histórias em Quadrinhos, para iniciantes e avançado, Caricatura e Mangá e os encontros acontecem semanalmente durante três meses. 
 
Marcos Venceslau é cartunista e ilustrador há mais de 20 anos, ganhador do prêmio de melhor fanzine HGMix 2006/2007, e participa como educador no projeto desde 2011, no qual ministra aulas para turmas de iniciantes e avançado, “gostei muito do trabalho no Ponto de Leitura do Jardim Lapenna, os jovens demonstraram grande interesse e vontade incrível de desenhar e aprender. Nas oficinas, trabalhamos com a linguagem do fanzine e os jovens se identificam muito. Eles  gostam de histórias em quadrinho, são curioso e ávidos por desenhar”.
 
A palavra fanzine vem da abreviação de fanatic magazine, que são publicações feitas por pessoas e para pessoas que gostam de um determinado tema em comum, sejam elas amadoras ou profissionais. 
No final do módulo, os participantes recebem uma cópia do fanzine produzido pela turma e depois participam de um grande encontro com todos os envolvidos no projeto. Nesse evento, há a entrega de certificados e a distribuição de outras publicações, além de palestras com roteiristas e desenhistas. 
 
Jeferson Batista Reis, integrante do projeto InterMídia, participou da oficina de fanzine. “Foi a primeira vez que participei das oficinas, já faço ilustrações há mais de dez anos e tudo que aprendi com o Marcos, certamente, me auxiliará a melhorar minha técnica.” 
 
Mais de mil jovens já passaram pelo projeto. A idade mínima para fazer parte das atividades é de 10 anos (para iniciantes) e 14 anos (para avançado), não há limite máximo de idade. Em junho de 2012, o Fanzines nas Zonas de Sampa ganhou na categoria Grande Contribuição do conceituado Prêmio HQMIX, considerado o Oscar dos Quadrinhos no Brasil.