Notícias

Fundação Tide Setubal e Diretoria Regional de Ensino de São Miguel Paulista fazem parceria para formação de professores de escolas públicas


INFLUêNCIA EM POLíTICAS PúBLICAS 05/05/2015

Contribuir para o fortalecimento das organizações locais, assim como a atuação em parceria, são princípios de atuação da Fundação Tide Setubal no percurso do desenvolvimento local. Sob esta ótica, a Fundação Tide Setubal e a Diretoria Regional de Educação de São Miguel Paulista deram início, em abril, a uma série de formações voltadas para professores de escolas municipais da região. Ao longo de sua história em São Miguel, a Fundação acumulou experiência no trabalho com as escolas e desde 2014 a instituição, em conjunto, com a DRE atua para contribuir com a educação na região.

Mais de 10 formações serão oferecidas esse ano. Dentre elas, estão Diálogos interdisciplinares a caminho da autoria, Desafios e práticas na educação paulista, Linguagens midiáticas e suas possibilidades e Formação tecnológica para aprendizagem no ciclo autoral. E ainda: Tô no território, tô na escola; Alô família, Interações para viver bem na escola, Esporte: educação que jogo é esse?, A educação começa na cozinha, Rede de proteção, dentre outras.

Segundo Vera Maria de Souza, diretora da Divisão de Orientação Técnico Pedagógica (DOT-P), da DRE, as formações são fundamentais para os professores. “A partir das vivências e reflexões, em grupo, os educadores terão condições de ampliarem seus conhecimentos sobre o currículo e práticas em sala de aula”, explica Vera.

Adriana Jesus de Souza, diretora de Programas Especiais da DRE, destaca “nosso objetivo é identificar demandas locais, a partir dai pensar em ações que possam ser implantadas no território de modo a subsidiar a formação de professores”.

Já para Adriana Ferreira Daffre, formadora da DOT-P e coordenadora pedagógica, é preciso perceber a potencialidade dos jovens. E essas formações poderão contribuir com isso. “Os professores devem reconhecer e auxiliar no processo de criação da autonomia. Esse será um dos grandes na condição de aprendizes. E isso passa pela construção do conhecimento. Incluir professores e alunos, como agentes transformadores de mudanças na área de educação é fundamental.”

Equipe Fundação Tide Setubal– Diferentes núcleos da Fundação estarão envolvidos nas formações com o objetivo de construir novos caminhos e diferentes reflexões a partir de metodologias já aplicadas em escolas parceiras e ressignificadas nesse novo momento.

Izabel Brunsizian, coordenadora do projeto Qualidade de Vida, concorda com Adriana na avaliação sobre construção de novos conhecimentos .“As formações pulverizam o conhecimento e formam coletivos que refletem ao mesmo tempo em busca de soluções”.

Na opinião de Lucia Amadeo, coordenadora do Ação Família, essa articulação será bem produtiva para todos que atuam  na área de educação e proteção a criança. “O que queremos é elaborar essas formações e estimular a criação de laços interpessoais dentro da região”, comenta.

Na avaliação de José Luiz Adeve, o Cometa, do Núcleo de Comunicação Comunitária de São Miguel Paulista, esse é um dos princípios básicos da cooperação para quem pretende pensar junto e apostar numa escola mais humanizada.  “Planejar junto é brincar com as diferenças”, diz Cometa.

Para Viviane Hercowitz, coordenadora do Núcleo Mundo Jovem, a escola é um lugar privilegiado de experimentações.“Existem formas diferentes de aprender. Por isso, esses cursos podem impactar não somente na formação de professores e, consequentemente, de jovens dentro das salas de aula, mas contribuir com a formação de um sujeito cidadão capaz de ser protagonista de sua própria história”, finaliza.

 

Conheça mais sobre os cursos

FORMAÇÃO

PÚBLICO

OBJETIVO

Linguagens Midiáticas e suas possibilidades para produção de projetos desenvolvidos para os Ciclos Autoral e Interdisciplinar

Professores Orientadores de Informática Educativa (POIE) e demais educadores do EF 1,2 e Médio

Contribuir para que demais educadores junto com os POIEs utilizem as linguagens midiáticas em conexão com a juventude urbana e o território

Formação tecnologias para aprendizagem no Ciclo Autoral

Exclusivamente para professores orientadores de Informática Educativa (POIE)

Contribuir para desenvolvimento de práticas interdisciplinares voltadas para a elaboração dos Trabalhos Colaborativos Autorais (TCA)

Tô no Território, Tô na Escola, Alô Família – Participação, Gestão Democrática e Educação Integral

Gestores, Professores Orientadores de Educação Integral e demais interessados do Ciclo Autoral + educandos e familiares

Subsidiar os educadores e gestores com conteúdos, experiências e práticas onde existam elementos de educação integral e estímulos à participação alinhados aos princípios de gestão democrática.

Interações para viver bem na escola (avançado)

Equipe Gestora, educadores, preferencialmente Profs. Ed. Física e de Sala de Leitura (POSL) que participaram da Formação de 2014

Refletir sobre as dinâmicas inter-relacionais, suas potências e fragilidades e fomentar propostas de práticas que fortaleçam a convivência escolar, promovendo uma ambiência favorável para a aprendizagem e formação cidadã.

Interações para viver bem na escola (nova turma iniciante)

Equipe Gestora, educadores, preferencialmente Profs. Ed. Física e de Sala de Leitura (POSL) que participaram da Formação de 2014

Refletir sobre as dinâmicas inter-relacionais, suas potências e fragilidades e fomentar propostas de práticas que fortaleçam a convivência escolar, promovendo uma ambiência favorável para a aprendizagem e formação cidadã.

Rede de Proteção Social - REDE LOCAL

EMEFs, EMEis, CEIs, ONGs, atores públicos e lideranças comunitárias

Garantia do sistema de proteção social, fortalecimento das articulações intersetoriais,

Rede de Proteção Social - GT DE 12

Parceiros

Planejar, executar, articular, acompanhar e avaliar as ações das redes locais. Subsidiar o GT na construção de um formato/modelo de processo operativo para o fortalecimento do trabalho nas Redes Locais; Identificar os estágios ou níveis de amadurecimento das “Redes Locais” e propor estratégias específicas: plano de ação, metas, diagnóstico de demandas; Articular formações temáticas relacionadas às demandas das Redes Locais

Educação Física

Professores de Educação Física

Contribuir na qualificação da atividade esportiva realizada na escola, a partir da ampliação de conhecimento sobre novas experiências esportivas e pela reflexão a respeito do papel da educação física na escola. O foco do curso em 2015 será as Olímpiadas e temas relacionados a este evento.