Notícias

Virada Comunicação discute representação das periferias


PROGRAMAçãO CULTURAL | MOBILIZAçãO | INFLUêNCIA EM POLíTICAS PúBLICAS | COMUNICAçãO COMUNITáRIA 01/09/2017

Como a mídia tradicional retrata as periferias? Qual é a importância do conteúdo produzido por coletivos de comunicação dos diferentes territórios periféricos de São Paulo? Como mudar o olhar, muitas vezes estereotipado, sobre as comunidades?

Com a proposta de debater, refletir e apontar caminhos para a abordagem jornalística de temáticas das periferias, a Rede Jornalistas das Periferias, composta por 13 coletivos de diferentes áreas da comunicação, realizará, no dia 16 de setembro, a 1ª Virada Comunicação, no Centro Cultural do Grajaú, no extremo sul da capital paulista. O evento terá entrada gratuita e já recebeu mais de 300 inscrições. A iniciativa conta com o apoio das instituições Fundação Tide Setubal, Ford Foundation e Instituto Alan

Para os idealizadores, a Virada Comunicação é um marco da organização de coletivos e comunicadores que acreditam na importância de ampliar a discussão sobre a representação jornalística que atualmente é realizada sobre essas regiões da cidade, conectando protagonistas que constroem uma outra narrativa possível sobre o cotidiano das periferias.

Com mais de 10 horas de atividades, a Virada Comunicação mesclará oficinas de comunicação, intervenções culturais e mesas de debate com a participação de 34 convidados, que discutirão temas como a conjuntura atual das periferias, genocídio e segurança pública, questões de gênero, etnias e identidades, educação e cultura, transporte e desenvolvimento local, moradia e meio ambiente, democratização da mídia e formas de atuação na comunicação.

A Virada Comunicação acontece no dia 16 de setembro de 2017, sábado, das 09h às 22h, no Centro Cultural do Grajaú - Rua Professor Oscar Barreto Filho, 252 - Grajaú 

Confira a programação completa e faça a sua inscrição aqui. 

 

PROGRAMAÇÃO

09h – Recepção – Credenciamento e café da manhã

10h às 12h – Mesa de abertura: Notícia com CEP

12h – Almoço

13h20 às 13h50 – Intervenção cultural

14h às 15h30 – Mesas simultâneas – primeira rodada

Mesa 1: Genocídio e Segurança Pública

Mesa 2: Educação e Cultura

Mesa 3: Moradia e Meio Ambiente

15h30 – Intervalo para café

16h às 17h30 – Mesas simultâneas – segunda rodada

Mesa 4: Etnias – Indígenas, negros e imigrantes

Mesa 5: Transporte e Desenvolvimento Local

Mesa 6: Questões de gênero e sexualidade – Influência no feminino, no masculino e na população LGBT

Mesa 7: Educomunicação e Direito à Comunicação – Como pautamos? Pautamos certo? O que precisamos pautar?

17h30 – Intervalo

17h40 às 19h30 – Painel de Encerramento: Comunicação e como viver dela

19h40 – Show de encerramento