Notícias

Mais capacitações, parcerias e difusão de métodos dão o tom a projetos em 2010


19/01/2010

A equipe da Fundação Tide Setubal inicia 2010 com perspectivas positiva e de trabalhos de relevo. Estão no horizonte: multiplicar as capacitações na comunidade; solidificar parcerias; e difundir metodologias. A tônica é a de prosseguir e expandir o trabalho feito desde 2005 nos programas e projetos de atendimento direto à comunidade de São Miguel Paulista, que são realizados pela equipe de educadores nos espaços públicos CDC Tide Setubal e Galpão de Cultura e Cidadania. Leia abaixo um panorama previsto para o ano:

Ação Família São Miguel

Uma das metas do Programa Ação Família é fortalecer parcerias como a da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, que desenvolve atividades ligadas à saúde; da Universidade Cruzeiro do Sul (Unicsul), para atendimentos individuais de terapia; e da Odontoprev, que atende gratuitamente as crianças das famílias cadastradas no programa. As atividades serão concentradas em dois núcleos: no CDC Tide Setubal (Jd. São Vicente) e no Galpão de Cultura e Cidadania (Jd. Lapenna). O intuito é prestar atendimento integral às famílias, com concentração no atendimento nestes locais e aumento do número de beneficiados. “Também pretendemos fortalecer a rede de compromisso e solidariedade dessas mulheres para que elas sejam multiplicadoras do aprendizado adquirido nas nossas reuniões socioeducativas e na terapia comunitária”, explica Lucia Amadeo.

ArteCulturAção

De acordo com Tião Soares, coordenador do Projeto ArteCulturAção, em 2010, o Núcleo de Formação Sociocultural trabalhará bastante as diferentes habilidades profissionais do teatro. “Ofereceremos cursos em módulos de interpretação, figurino, cenário, dramaturgia, direção e sonoplastia”, relata. No Núcleo de Música e Luteria, que também integra o ArteCulturAção, um dos objetivos ao longo do ano é abrir a oportunidade de formação em restauração de instrumentos de corda, como a rabeca. “Os jovens ganharão a oportunidade de gerar renda ao produzir, vender e consertar instrumentos”, afirma Tião Soares.

CDC Tide Setubal e Clube Escola

“Em 2010, o objetivo é envolver cada vez mais a população de São Miguel, consolidando o clube como espaço de educação não-formal e de convívio social”. Essa é a perspectiva do gerente do CDC Tide Setubal, Marcelo Ribeiro. Já Marlene Cortese, presidente do CDC, adianta que, além dos esportes, como os do Programa Clube Escola, que continua, e das atividades culturais, como os saraus e a Festa do Livro, a intenção é que, cada vez mais, grupos da comunidade usufruam do espaço do clube também para as suas propostas.

CPDOC São Miguel Paulista

O coordenador do CPDOC, Mauro Bonfim afirma que, “além de dar continuidade aos projetos em andamento, como as oficinas e expedições, o desafio será aumentar a participação do CPDOC em editais públicos para promover a sustentabilidade deste espaço por meio de parcerias”. Outro objetivo é ampliar o alcance do Projeto CPDOC na Escola, fazendo mais parcerias com escolas públicas da região e capacitando novos professores e alunos.

Galpão de Cultura e Cidadania

Para Simone Silveira, que atua na administração do Galpão, a expectativa é que a comunidade local alimente uma sensação de pertencimento cada vez maior. “O Ponto de Leitura, por exemplo, já é um espaço onde as crianças se sentem acolhidas; a Oficina Escola de Culinária também é um lugar de convívio social para as mulheres; então, a tendência é a comunidade estar cada vez mais presente”. Ao longo do ano, estão previstas melhorias nas instalações estruturais do Galpão, como troca de pisos e construção de paredes.

Mundo Jovem

Para Viviane Hercowitz, coordenadora do Programa Mundo Jovem, a preocupação de 2010 será a de investir mais na capacitação, promovendo um número maior de formações pela equipe do Programa Mundo Jovem, voltadas a educadores sociais, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da saúde e de organizações não-governamentais. Tudo para que possam discutir e compartilhar suas experiências. “Queremos fortalecer as instituições que trabalham com jovens em São Miguel Paulista fazendo com que possuam mais pessoas habilitadas e que utilizem a metodologia do Programa para promover o desenvolvimento local”, explica.

São Miguel no Ar


O Núcleo prossegue em 2010 com o Projeto Rede Jovem Comunica, que está capacitando 30 jovens de São Miguel em produção de comunicação com uso de novas tecnologias. Por meio de convênio entre a Secretaria Municipal do Trabalho e a Fundação, os alunos recebem uma bolsa mensal até abril de 2010. Após a formação, eles criarão uma rede de comunicação com alunos de escolas públicas da cidade. “O projeto dará condições para que os participantes contribuam com discussões interessantes e se conectem com outras regiões”, relata José Adeve, coordenador do Núcleo. Também continuam as intervenções do Núcleo como a TV de Rua e a Rádio de Rua, que abrem espaço para reivindicações da comunidade, além da Rádio Ação, iniciativa que dá voz aos alunos dentro das escolas públicas.

O Núcleo prossegue em 2010 com o Projeto Rede Jovem Comunica, que está capacitando 30 jovens de São Miguel em produção de comunicação com uso de novas tecnologias. Por meio de convênio entre a Secretaria Municipal do Trabalho e a Fundação, os alunos recebem uma bolsa mensal até abril de 2010. Após a formação, eles criarão uma rede de comunicação com alunos de escolas públicas da cidade. “O projeto dará condições para que os participantes contribuam com discussões interessantes e se conectem com outras regiões”, relata José Adeve, coordenador do Núcleo. Também continuam as intervenções do Núcleo como a TV de Rua e a Rádio de Rua, que abrem espaço para reivindicações da comunidade, além da Rádio Ação, iniciativa que dá voz aos alunos dentro das escolas públicas.