Notícias

Primeiro edital do Fundo ZL Sustentável recebe mais de 40 propostas


13/12/2010


O primeiro edital do Fundo ZL Sustentável teve mais de 40 projetos inscritos. Micro e pequenos empreendedores dos setores de confecção, eletromecânica, reciclagem, alimentos, comunicação e outros enviaram propostas para acesso a recursos financeiros e técnicos a partir de 2011. Um comitê de especialistas coordenados pelo Comitê Programático do Fundo analisa os projetos para seleção daqueles que serão beneficiados. O resultado será divulgado em 16 de dezembro por meio do site www.zlsustenta.org.br.

Na avaliação de Gabriel Ligabue, consultor da Fundação Tide Setubal e responsável pelo desenho do Fundo, esta primeira etapa foi bastante positiva. “Além do número representativo de projetos, recebemos propostas ligadas a segmentos que não haviam sido sensibilizados anteriormente. Isso demonstra que o Fundo mobilizou a comunidade local e foi encarado como uma possibilidade real de apoio pelos empreendedores locais”.

Desenvolvimento local

O ZL Sustentável é o principal instrumento de atuação da Comunidade Zona Leste Sustenta, que tem como missão promover o desenvolvimento sustentável desta região da cidade de São Paulo e congrega, entre outros parceiros, Fundação Tide Setubal, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Subprefeitura de São Miguel Paulista, Universidade Cruzeiro do Sul (Unicsul), USP Leste e Instituto Ethos, além de lideranças locais.
A iniciativa, por meio do edital, visa apoiar cooperativas, microempresas, empreendimentos informais, com dificuldades em obter crédito formal, além de propostas de organizações sociais, com foco em geração de renda e trabalho. O valor de financiamento a cada projeto pode chegar a R$ 50 mil. No total os recursos iniciais disponíveis somam R$ 400 mil.
Para Ulisses Tobias, membro do conselho fiscal da Coopersoll, cooperativa situada no bairro do Itaim Paulista, o Fundo representa uma oportunidade para o desenvolvimento do negócio. “Queremos ter acesso aos recursos para ter capital de giro, comprar ferramentas/materiais e produzir os aquecedores solares de baixo custo”.

Critérios e desafios

Uma das condições impostas pelo edital é que os empreendimentos estejam localizados nos bairros de Ermelino Matarazzo, Itaim Paulista e São Miguel Paulista. Nesse primeiro momento, serão priorizadas duas modalidades de projetos: os que estimulem as cadeias produtivas locais, favorecendo assim a cooperação entre os empreendedores da região, e os que promovam sustentabilidade ambiental, ou seja, que inovem, por exemplo, na utilização de energia, ou que colaborem para a reutilização de materiais.

Após a seleção, o desafio, segundo Gabriel Ligabue, é estabelecer um monitoramento aos projetos aprovados, oferecendo o assessoramento técnico necessário. “Em 2011, temos de aprofundar a ação do Fundo, por meio do estímulo à criação de uma incubadora que possa abrigar novos projetos e pela construção de um canal de relacionamento direto com a comunidade local pelo website ZL Sustentável”, conta.

Saiba mais sobre a proposta do Fundo ZL Sustentável:

Comunidade Zona Leste Sustenta nasce para promover o desenvolvimento local
 
Edital seleciona micro e pequenos empreendedores da Zona
Leste de São Paulo


Encontro com empreendedor visa fortalecer atividade produtiva na ZL