Notícias

Começa formação em gestão com ONGs contempladas pelo Edital 2011


14/06/2011

Na manhã da última quarta (18/06), membros de 19 instituições da sociedade civil sem fins lucrativos da zona leste da capital paulista se reuniram no CDC Tide Setubal para o primeiro encontro do curso de formação em gestão, oferecido pela Fundação Tide Setubal, em parceria com o FICAS, por meio do Edital 2011. Dentre as 40 organizações inscritas, 15 foram contempladas em 02/06 pela iniciativa, sendo uma situada no Itaim Paulista, duas em Ermelino Matarazzo e o restante em São Miguel Paulista. A fim de conhecerem a proposta do curso, além das 15, também estiveram no encontro outras quatro entidades, que seguem na lista de espera, caso haja desistências.

As instituições selecionadas receberam o projeto com grande expectativa. “O curso vai nos ajudar bastante a fazer uma gestão mais eficiente e a procurar parcerias. Com o aprimoramento, vamos conseguir ampliar nosso trabalho”, disse Rosemeire Medeiros Grossi, assistente técnica da Ação Beneficente Santa Luzia, situada em São Miguel Paulista. Na opinião de Antonio Carlos de Souza, presidente da Associação Liga Leste das Escolas de Esportes e Núcleo Reabilitar de Atenção Biopsicossocial, de São Miguel, o curso vem preencher uma lacuna em sua formação. “Sempre tive boa vontade para fazer trabalho comunitário, mas faço a gestão sem o preparo adequado. Não tenho nenhuma especialização na área”.

Troca de conhecimentos

A abertura dessa primeira aula no CDC foi realizada por Marlene Cortese, presidente do clube e conselheira da Fundação Tide Setubal. “Estamos muito contentes em tê-los aqui hoje. Esperamos que estejam com vontade de trocar e de receber conhecimentos. Com certeza, essa qualificação fortalecerá ainda mais o trabalho que já realizam no território”, ressaltou, nas boas-vindas. Em seguida, foi feita a apresentação de cada uma das organizações selecionadas, bem como dos dois colaboradores, indicados pela própria entidade para participarem do curso. As 15 organizações terão aulas uma vez por semana no CDC Tide Setubal, das 9h às 13h, até 7 de dezembro. Além de teoria, farão exercícios práticos e tarefas semanais.
Na sequência, Andréia Saul, diretora do FICAS, organização da sociedade civil responsável pelo curso, que desenvolve e aplica metodologias destinadas às ONGs de base comunitária, explicou a proposta da formação em gestão. “São três objetivos principais: aprimorar a gestão da organização; trocar experiências e conhecimentos, para incentivar a articulação entre as entidades; e estimular o fortalecimento da visão estratégica das ONGs”.

Teoria e prática

Andréia detalhou os conteúdos a serem trabalhados e o cronograma das atividades. Na primeira etapa, que vai até 21/09, serão mostradas ferramentas para que os participantes desenvolvam um plano de gestão. Entre eles estão: mapeamento dos ativos da equipe, visão e objetivos estratégicos, tendências de cenários e desenvolvimento de projetos. Na segunda etapa, estarão em foco comunicação, mobilização de recursos e plano de ação. “O grande desafio é multiplicar os conteúdos da aula para os demais colaboradores das ONGs. Para ajudá-los nesse processo, faremos visitas a cada uma das organizações, mobilizando toda a equipe da ONG. É um modo de incentivá-los a aplicar as ferramentas à sua prática”, destacou Andréia.

No fim, houve uma dinâmica para que os presentes interagissem. Divididos em grupos, eles foram convidados a pensar o que significava sustentabilidade. Para registrar as ideias, utilizaram cartazes, palavras-chave e desenhos. A atividade foi um aquecimento para a oficina que ocorrerá nos dias 15 e 16/6 com o tema: Sustentabilidade, ferramentas e plano de gestão.

Antonio Candido de Barros, do Grupo de Estudos e Ações Sociais (GEAS) – Itaim Paulista, ficou satisfeito com o primeiro encontro. “Tive uma boa impressão do que virá daqui para frente. Gostei de saber que a teoria será aliada à nossa prática diária. Com certeza, o curso ajudará em nossas dificuldades em gestão”, relatou. “Pela primeira vez, faremos uma formação com este enfoque. Poderemos reavaliar os nossos 21 anos de trabalho na região e repensar nossa missão e visão. Será um grande ganho para nós”, disse Maria Aparecida Fernandes, gerente de serviço da Associação Casa dos Deficientes de Ermelino Matarazzo.

Leia outros depoimentos dos participantes da formação em gestão:

“O trabalho na entidade exige competências que, muitas vezes, não estão na sua formação acadêmica. Nós temos dificuldades em captação de recursos. Estamos aqui para buscar mais ferramentas que nos ajudem a fazer um trabalho mais eficaz. Pesou ainda o fato de a formação ser oferecida em nossa própria região, o que facilita o deslocamento. Além disso, o curso é promovido pela Fundação Tide Setubal, uma organização com muita credibilidade no território”.
Lurdes Aparecida de Carvalho Souza, diretora da Ação Beneficente Santa Luzia, que trabalha em São Miguel Paulista

“O curso contribuirá muito para nossa associação. Nosso grande problema é a distribuição das tarefas, pois alguém sempre fica sobrecarregado. Não temos braços suficientes para acompanhar tudo. A formação era tudo de que estávamos precisando. Pretendemos fazer reuniões e multiplicar os conhecimentos para todos da equipe”.
Hilda Cristina Oliveira Silva Mota, coordenadora da Associação Amigos de Bairros da Cidade Nova São Miguel

“Minha vontade é aprender muito. Já realizamos um trabalho com crianças aqui no CDC, uma escolinha de futebol. Fazemos muito por impulso. Quero aprender para fazer algo mais organizado e mais planejado. Com as ferramentas de gestão, poderemos captar mais recursos para a manutenção do nosso trabalho”.
Raimundo Oliveira Antunes, diretor do Grêmio Recreativo Cultural Social Bloco de Samba Vamo Q Vamo, que atua em São Miguel Paulista

“É meu primeiro emprego e já tenho a oportunidade de uma formação em uma área que é uma grande novidade para mim. Estou muito animada para aprender mais”.
Thais Alves Ferreira, agente social do Projeto Esperança São Miguel Paulista

Para saber mais sobre o Edital 2011, clique aqui.