Notícias

Fundação Tide Setubal lança projeto Vozes Urbanas e promove debate sobre desigualdades socioespaciais nas cidades


27/04/2018

No dia 2 de maio, às 14h, a Fundação Tide Setubal lançará, no espaço Civi.co, o projeto Vozes Urbanas. Com o tema "Desigualdades nas cidades, por que esse tema importa?", a primeira roda de debates contará com a presença de Teresa Caldeira , antropóloga e urbanista, professora titular, chefe do Departamento de Planejamento Urbano e Regional e codiretora do programa Global Metropolitan Studies, na Universidade da Califórnia, Berkeley; e de Eliana Sousa Silva, diretora e fundadora da Redes de Desenvolvimento da Maré, do Rio de Janeiro, graduada em letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mestre em educação e doutorado em serviço social. A conversa terá mediação de Haroldo Torres, sócio da Din4mo e consultor da Fundação Tide Setúbal. Para participar, é necessário realizar a inscrição prévia gratuitamente.

O Vozes Urbanas foi criado pela Fundação com base em sua nova missão institucional, que tem como um dos pontos de atuação fomentar espaços e iniciativas que promovam a justiça social e o enfrentamento das desigualdades socioespaciais nas grandes metrópoles. O evento terá uma agenda itinerante por diferentes pontos de São Paulo, propondo diálogos abertos ao público e reflexões sobre questões recorrentes nas periferias urbanas, como empoderamento feminino e questões de gênero e raça.

A próxima edição, marcada para o dia 6 de junho, será sobre o tema “Mulheres: ações para equidade de gênero e empoderamento econômico”.

Agenda:

Vozes Urbanas

Data: 2 de maio

Horário: 14h às 17 horas

Local: CIVI-COl Impactos de Negócios Sociais – Rua Dr. Virgílio de Carvalho, 445 – Pinheiros
Inscrições: https://bit.ly/2JYEdEW

 

Sobre os convidados

Teresa Pires do Rio Caldeira - antropóloga e urbanista, é professora titular, chefe do Departamento de Planejamento Urbano e Regional e codiretora do programa Global Metropolitan Studies, na Universidade da Califórnia, Berkeley. Suas pesquisas analisam padrões de urbanização no sul global, segregação espacial, violência, práticas urbanas e intervenções artísticas em metrópoles como São Paulo.

Eliana Sousa e Silva - vive no Rio de Janeiro desde os sete anos. É diretora-fundadora da Redes de Desenvolvimento da Maré, instituição da sociedade civil que articula diálogos entre moradores da Maré, o Poder Público e a iniciativa privada, em busca de um desenvolvimento sustentável a partir de cinco eixos prioritários: educação, arte e cultura, comunicação, desenvolvimento territorial e segurança pública. Graduada em letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), tem mestrado em educação e doutorado em serviço social. 

Haroldo Torres (mediação) - Estudioso há 30 anos dos mercados populares no Brasil, com foco em moradia, educação e microfinanças. É sócio da Din4mo, membro do Conselho da Fundação Bunge e do Conselho Consultivo da Fundação Tide Setubal. Foi cofundador do Data Popular, do Plano CDE e pesquisador do Cebrap.