Notícias

Instituto Update lança pesquisa "Emergência Política Periferias" com apoio de Fundação Tide Setubal e Ford Foundation


FORTALECIMENTO | INFLUêNCIA EM POLíTICAS PúBLICAS | MOBILIZAçãO 22/08/2018

No dia 28 de agosto, das 9hs30 às 13hs, acontecerá na Galeria Olido, em São Paulo, o lançamento da pesquisa "Emergência Política Periferias", que mapeou 100 iniciativas de inovação política nas periferias de 5 regiões metropolitanas do país: Belo Horizonte, Brasília, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. O levantamento é uma realização do Instituto Update, com patrocínio da Fundação Ford e Fundação Tide Setubal. A pesquisa também deu origem à série "Política Modo de Fazer", que vai ao ar na GloboNews, todos os sábados de Setembro às 19h30. 

A pesquisadora do Instituto Update Jessica Cerqueira explica que, a partir da gestão das urgências, do direito à existência, memória, ancestralidade, cultura, economia, bem viver e participação, moradores de periferias urbanas revelam a emergência de práticas que transformam os territórios periféricos em laboratórios de soluções para os problemas do país.

"Eles buscam, em essência, a garantia de direitos já previstos na Constituição brasileira. E são espaços de criação, experimentação e prototipagem de ações e iniciativas para reduzir as desigualdades presentes no dia a dia. Uma política feita a partir dos problemas reais e por vozes que foram silenciadas sistematicamente pelo Estado. Se as instituições olhassem para as soluções propostas por essas iniciativas, as políticas públicas teriam muito mais impacto e seriam mais efetivas", diz.

No decorrer do estudo, temas críticos para a implementação de políticas públicas de redução das desigualdades e para o desenvolvimento sustentável das periferias urbanas foram abordados. São exemplos a representatividade política, redução das violências, uso tecnologias, Constituição Federal, Democracia, racismo estrutural, machismo na sociedade, acesso a direitos, disputa de narrativas, fake news, entre outros.

O levantamento foi realizado por pesquisadores que atuam nas próprias regiões mapeadas. "Ao optar por uma equipe que tem sua origem nos territórios periféricos e produz comunicação e conhecimento a partir deles, a pesquisa enfatiza o direito que cada um tem a contar e a revelar a sua própria história", observa Fernanda Nobre, coordenadora de Comunicação da Fundação Tide Setubal.

Para ela, a escuta permanente, o diálogo e o fazer com as comunidades são princípios que geram um conjunto de experiências e de conhecimentos importantes para o exercício da cidadania e estimulam as forças locais para uma atuação mais democrática. "A busca interpretativa é de que os territórios periféricos sejam reconhecidos como ‘cidade’ carregada de memórias, inventividade e potencialidade, distanciando-a meramente de uma perspectiva de fragilidade", completa.

O Evento de lançamento será seguido por uma edição especial do projeto Vozes Urbanas, iniciativa da Fundação Tide Setubal que busca promover debates sobre temas ligados ao combate das desigualdades socioespaciais. Participarão da conversa Ana Paula Freitas da AP Maria Felipa (Belo Horizonte), Rayane Soares do Jovem de Expressão (Brasília), Juliana Marques da Umunna e DataLabe (Rio de Janeiro) e representante a confirmar do Nós, mulheres da periferia (São Paulo), com mediação de Fernanda Nobre, coordenadora da Fundação Tide Setubal.

Para participar, faça sua inscrição neste link: http://bit.ly/inscrições-epp

INFORMAÇÕES GERAIS

Data: dia 28/08, das 9hs30 às 13hs
Local: Sala Olido - Galeria Olido (Av. São João, 473 - Centro - São Paulo)

PROGRAMAÇÃO

ABERTURA - 10h - EMERGÊNCIA POLÍTICA NAS PERIFERIAS

- apresentação dos resultados da pesquisa com Jessica Cerqueira, Monique Evelle, Wellington Amorim, Tony Marlon e Hércules Laino

VOZES URBANAS - 11h30 - Inovação política nas quebradas, favelas, vielas, aglomerados e territórios periféricos brasileiros.

- A iniciativa da Fundação Tide Setubal que promove debates sobre temas ligados à superação das desigualdades contará nesta edição especial com a presença de convidadas e convidados que participaram da pesquisa: Ana Paula Freitas da AP Maria Felipa (Belo Horizonte), Rayane Soares do Jovem de Expressão (Brasília), Juliana Marques da Umunna e DataLabe (Rio de Janeiro) e representante a confirmar do Nós, mulheres da periferia (São Paulo), com mediação de Fernanda Nobre, coordenadora da Fundação Tide Setubal.

Inscrições gratuitas no link: http://bit.ly/inscrições-epp