Notícias

Seminário Democracia, Educação e Equidade: uma agenda para todos traz as desigualdades educacionais e a democracia para o debate público


INFLUêNCIA EM POLíTICAS PúBLICAS | @CONHECIMENTO 27/05/2019

foto: © UNESCO / Edson Fogaça  

 

Desde a redemocratização, no começo da década de 1980, o Brasil tem investido em políticas educacionais de forma contínua. Primeiro criou-se a lei de diretrizes e bases da educação (LDB 9394/96). Depois, o esforço foi o de universalizar o acesso ao ensino fundamental e, nos últimos anos, a educação básica ganhou estímulos para aumentar sistematicamente o nível de aprendizagem, especialmente em língua portuguesa e matemática. Porém, o acréscimo na qualidade não foi acompanhado de ações que impeçam a reprodução das desigualdades sociais, presentes no país, também nos espaços educativos.

Pensando nisso, José Francisco Soares,  Professor Emérito da UFMG, concebeu o Indicador de Desigualdades e Aprendizagens Educacionais (IDeA) e liderou o seu desenvolvimento. Erica Castilho Rodrigues, professora do Departamento de Estatística da UFOP, integrou a equipe de pesquisadores, sendo corresponsável pelo desenvolvimento do IDeA, Mauricio Ernica, professor da Faculdade de Educação da Unicamp e Conselheiro Consultivo da Fundação, coordenou e integrou a equipe que desenvolveu o IDeA e Victor Maia Senna Delgado, professor do Departamento de Economia da UFOP, integrou a equipe de pesquisadores. Com o apoio da Fundação, o indicador será lançado no “Seminário Democracia, Educação e Equidade: uma agenda para todos” em São Paulo nos dias 25 e 26 de junho de 2019. Em parceria com a representação da Unesco no Brasil e o Insper – Instituto de Ensino e Pesquisa, serão realizados dois dias de eventos sendo o primeiro exclusivo para profissionais ligados à educação pública e o segundo aberto ao público.

 

“As desigualdades educacionais sempre estiveram presentes nos debates da Fundação Tide Setubal. É importante neste momento do país criarmos um diálogo entre a sociedade civil, a imprensa especializada, a academia e políticos para pensarmos como atuar efetivamente neste tema”, pontua Maria Alice Setubal, presidente da Fundação.

 

Sobre o seminário

A proposta do seminário é  fortalecer o debate brasileiro sobre desigualdades educacionais, justiça social e democracia. Ao promover o diálogo entre grupos e instituições interessadas nesses temas, também pretende debater o papel de diferentes agentes políticos, com ênfase para as Organizações da Sociedade Civil, no combate às desigualdades e no fortalecimento da democracia no país.

O primeiro dia da programação será dedicado às desigualdades educacionais, reservado à convidados, e terá um público mais especializado: profissionais e dirigentes de instituições que atuam no campo educacional nos seguintes domínios: pesquisa, organizações da sociedade civil, gestão pública, jornalismo especializado. Convidados brasileiros e internacionais como: Teresa Bracho Gonzáles - socióloga do Instituto Nacional de Avaliação da Educação do México; e Atilio Pizarro, coordenador geral do Laboratório Latino-Americano de Avaliação da Qualidade da Educação (Orealc/Unesco), José Francisco Soares, da UFMG e do Conselho Nacional de Educação; Ana Maria F. Almeida e Maurício Érnica, da Unicamp; Priscila Fonseca da Cruz, do Todos Pela Educação. debaterão temas como medidas de qualidade, equidade e desigualdade em educação, políticas públicas educacionais, pobreza e desigualdades.

 

No segundo dia, aberto à todos e todas, a discussão centrará no tema das desigualdades em diversas áreas, na justiça social e na democracia e trará um público mais diversificado. A primeira conferência do dia, “Justiça Social e Democracia: uma agenda para todos” será proferida pelo especialista em Justiça e bem-estar social, Marc Fleurbaey, da Universidade de Princeton. Fleurbaey é criador do Painel Internacional sobre Progresso Social (IPSP, na sigla em inglês), que reúne centenas de especialistas em questões sociais a fim de de entregar um relatório dirigido a atores sociais, movimentos, organizações, políticos e tomadores de decisão para fornecer experiências que se baseiam na mudança social.

 

À tarde, o evento debaterá desigualdades de raça e gênero nas periferias urbanas e “A relação entre Estado e Sociedade Civil para a promoção de justiça social e fortalecimento da democracia”. Passarão pelas mesas nomes como Marcia Lima da USP, Flávia Rios, da UFF e  Enderson Araújo, Mídia Periférica .

 

O evento contará ainda com as parcerias dos jornais Valor Econômico, Nexo e da Rede de Grupos de Pesquisa em Educação e Desigualdades.

Inscreva-se em: https://www.insper.edu.br/agenda-de-eventos/desigualdades-educacionais/

 

Programação

 

25 de junho: desigualdades educacionais

 

8:30 – Credenciamento e recepção de convidados

 

9:00 – 9:30 – Abertura

                               Insper, Fundação Tide Setubal, UNESCO

 

9:30 - 11:00 – Mesa de debate: Definição e medidas de qualidade, equidade e desigualdade em educação

        convidados:    José Francisco Soares, UFMG e CNE

                               Juan Cruz Perusia, Unesco Institute for Statistics

        mediação:    Mauricio Ernica, Unicamp

 

11:00 – 11:30 – Intervalo

 

11:30 – 13:00 – Mesa de Debate: As desigualdades educacionais como problema: formulação científico-social

        convidados:    Naércio Menezes Filho, USP e Insper

                               Teresa Bracho Gonzáles, INEE México

                               Ana Maria F. Almeida, Unicamp

        mediação:    Maria Teresa Gonzaga Alves, UFMG

 

13:00 às 14:00 – Almoço

 

14:00 às 15:30 – Mesa de debate: Políticas públicas e experimentações pedagógicas voltadas à redução das desigualdades educacionais

        convidadas:    Vanda Ribeiro, Unicid, e Cláudia Vóvio, Unifesp

                               Carolina da Costa, Insper

                               Priscila Fonseca da Cruz, Todos pela Educação

        debatedor:   Antônio Gois, JEDUCA

 

15:30 – Intervalo

16:00 – 17:00 – Rodas de conversa

Roda de conversa 1: Pobreza, educação e desigualdades: panorama da pesquisa em línguas inglesa, francesa e portuguesa

        convidados: Maria Alice Nogueira, UFMG, Tânia Resende, UFMG, e Viviane Ramos

        debatedor: Maria Alice Setubal, Fundação Tide Setubal e GIFE

Roda de conversa 2: Qualidade e desigualdade da aprendizagem na América Latina: resultados do TERCE – Terceiro Estudo Regional Comparativo e Explicativo, produzido pela UNESCO

        convidado:   Atílio Pizarro, ORELAC/UNESCO

        debatedor:   João Paulo Charleaux, Nexo Jornal

 

17:00 – 18:00 – Oficina: Usos e leitura do Indicador de Desigualdades Educacionais

        convidados:    Érica Castilho Rodrigues, UFOP

                               Mauricio Ernica, Unicamp

                               Fábio Tsunoda, Fundação Tide Setubal

 

26 de junho – Democracia e Equidade : uma agenda para todos

 

8:30 – Credenciamento e recepção de convidados

 

9:00 – 9:30 – Abertura

                    Insper, Fundação Tide Setubal, UNESCO

 

9:30 - 11:00 – Conferência plenária: Justiça Social e Democracia: uma agenda para todos

                    convidado:   Marc Fleurbaey, Princeton

                    mediação:    Paula Miraglia, Nexo Jornal

 

11:00 às 11:30 – Intervalo

 

11:30 às 13:00 – Mesa de debate: Equidade: o que é, como e porquê promovê-la

                    convidados: José Francisco Soares, UFMG e CNE

                                           Marcos Lisboa, Insper

                                           Marc Fleurbaey, Princeton

                    mediação:    Marlova Noleto, UNESCO

 

13:00 às 14:30 – Almoço

 

14:30 às 16:00 – Mesa de debate: Desigualdades de raça, de gênero e nas periferias urbanas e a emergência de novos agentes políticos

                    convidados: Márcia Lima, USP

                                           Flávia Rios, UFF

                                           Enderson Araújo, Mídia Periférica        

                    mediação:    Maria Cristina Fernandes, Valor Econômico

 

16:00 às 16:30 – Intervalo

 

16:30 às 18:00 – Mesa de debate: A relação entre Estado e Sociedade Civil para a promoção de justiça social e fortalecimento da democracia

                    convidados:    Maria Alice Setubal, Fundação Tide Setubal e GIFE

                                           Celina Maria de Souza, UFBA e Unirio

                                           Ricardo Paes de Barros, Insper

                    mediação:    Flávia Oliveira, O Globo, Globo News e CBN

 

18:00 – Encerramento