Notícias

Flip anuncia ações de slam que integram a programação


CLIPE 05/07/2019

Por: Flip -  Festa Literária Internacional de Paraty 

Flip anuncia ações de slam que integram a programação

A 17ª Festa Literária Internacional de Paraty – Flip, que acontece de 10 a 14 de julho, vai realizar uma série de ações gratuitas, antes e durante a Festa Literária, que trazem o slam para o centro da programação. Com curadoria de Roberta Estrela D’Alva, uma das pioneiras desse movimento no Brasil, o programa é composto por um projeto de residência voltado a jovens paratienses; uma competição de poesia falada com poetas internacionais no Auditório da Praça; e uma batalha aberta na Casa da Cultura de Paraty com a participação de grupos locais.

 

“É vital que poetas da oralidade estejam no centro da ação em uma Festa Literária de grande alcance como é a Flip. São vozes diversas que precisam ser ouvidas e o slam tem o papel de engajar o público, que participa ativamente dessa riqueza de estéticas e linguagens que surgem a partir da poesia em presença”, afirma a curadora Roberta Estrela D’Alva. “Nesta primeira edição, a decisão de fazer um slam internacional vem do desejo de mostrar ao público brasileiro que esse movimento é um fenômeno global e diverso. Qualquer pessoa com poemas sobre qualquer tema pode participar de um slam. Essa é a sua principal característica.”

 

Confira a programação:

 

Residência de slam
No período pré-Flip, entre 1 e 10 de julho, acontecem as oficinas de formação com jovens paratienses. Os encontros serão comandados por Roberta Estrela D’Alva e pela premiada poeta, dramaturga e performer britânica Joelle Taylor, fundadora do SLAMbassadors UK. Realizadas pelo Programa Educativo da Flip na Biblioteca Comunitária Casa Azul, as oficinas incentivam a produção de poesia performática, preparando os participantes para o Slam da Língua Portuguesa que vai acontecer durante a Flip. O projeto, que tem a cultura britânica de slam como grande referência, conta com fomento do Programa Pontes, da Oi Futuro e do British Council.

 

Flip Slam
Durante a Flip, no dia 12 de julho, às 22h, ocorre a primeira competição de poesia falada integrada ao Programa Principal da Festa Literária, em parceria com o Museu da Língua Portuguesa. Com curadoria de Roberta Estrela D’Alva em parceria com o Rio Poetry Slam – Flup, e apresentação do Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, o Auditório da Praça recebe: Pieta Poeta (Brasil), Edyoung Lennon (Cabo Verde), Raquel Lima (Portugal), Porsha Olayiwola (EUA), Joelle Taylor (Inglaterra) e Salva Soler (Espanha).

 

Slam da Língua Portuguesa
Como parte da programação da Flip+, no dia 13 de julho, das 18h às 21h, na Casa da Cultura de Paraty, o Museu da Língua Portuguesa promove uma batalha de slam aberta à participação do público.

As atividades Flip Slam e Slam da Língua Portuguesa são iniciativas da Fundação Roberto Marinho e do Governo de São Paulo, com patrocínio da EDP, Grupo Globo e Itaú Cultural.

 

Flip e Museu da Língua Portuguesa

O Flip Slam e o Slam da Língua Portuguesa foram concebidos em parceria com o Museu da Língua Portuguesa e são iniciativas da Fundação Roberto Marinho e do Governo de São Paulo, com patrocínio da EDP, Grupo Globo e Itaú Cultural. As ações do museu consolidam uma trajetória de dois anos de colaboração. Em 2017 e 2018, a instituição promoveu exposições, mesas e apresentações artísticas que integraram a programação paralela à Flip com o intuito de celebrar a língua portuguesa em seus diferentes sotaques, países e vivências. O museu reforça, portanto, sua atuação em prol da integração cultural entre os países de língua portuguesa, mantendo assim a comunicação com seus públicos durante a reconstrução de sua sede, em São Paulo, atingida por um incêndio em dezembro de 2015.

A reconstrução do Museu da Língua Portuguesa é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo em parceria com a Fundação Roberto Marinho e tem como patrocinador máster a EDP, além dos patrocinadores Grupo Globo, Grupo Itaú, Sabesp e apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e do Governo Federal por meio da lei federal de incentivo à cultura. O IDBrasil é a organização social responsável pela gestão do museu.

 

Sobre o Programa Pontes

O Programa Pontes, que chega à sua segunda edição, é fruto de uma parceria entre Oi Futuro e British Council para fomentar projetos culturais, com foco na internacionalização de festivais artísticos brasileiros e na promoção da produção artística do Reino Unido no Brasil. Em 2019, o edital contempla dez festivais brasileiros dispostos a receber artistas do Reino Unido (Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales) para residência cocriativa, com oportunidades de conexão e experimentação com criadores brasileiros. Partindo de um modelo inovador baseado na colaboração institucional, o programa une a expertise do Oi Futuro na gestão de editais de seleção de projetos culturais e a experiência do British Council na formação de redes internacionais de artistas e especialistas.

 

Flip 2019
A 17ª Flip, que acontece de 10 a 14 de julho, tem curadoria de Fernanda Diamant e Euclides da Cunha como Autor Homenageado.

 

Quem faz a Flip
A Flip tem o patrocínio do Ministério da Cidadania, através de sua Secretaria Especial de Cultura, a partir do Edital de Feiras Literárias, e por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, além de Patrocínio Oficial do Itaú e Copatrocínio da EDP e da CMPC. A edição 2019 continua em fase de captação de recursos.