Fundação Tide Setubal
Imagem do cabeçalho
Imagem do cabeçalho

Matchfunding Enfrente é escolhido como uma das iniciativas do ano no Prêmio Empreendedor Social

Fomento a agentes e causas

19 de dezembro de 2020
Compartilhar:

Por Amauri Eugênio Jr.

 

 

O combate à pandemia de Covid-19 esteve no centro dos projetos desenvolvidos por diversos atores da sociedade civil e de instituições do investimento social privado (ISP). E o reconhecimento ao trabalho feito por elas deu o tom do Prêmio Empreendedor Social do Ano em Resposta à Covid-19, realizado pela Folha de S.Paulo em parceria com a Fundação Schwab.

 

Em 2020, a premiação recebeu 414 inscrições de iniciativas de impacto social com recorte específico contra o vírus Sars-CoV-2 contemplou os trabalhos de trinta instituições e fundações, entre as quais está o Matchfunding Enfrente, iniciativa de financiamento coletivo desenvolvida pela Fundação Tide Setubal e a Benfeitoria, que foi uma das dez ações escolhidas na categoria Mitigação da Covid-19. As demais divisões, nas quais dez projetos foram laureados em cada uma, foram Ajuda Humanitária e Legado Pós-Pandemia.

 

O anúncio dos finalistas foi feito durante o seminário virtual Boas Práticas na Resposta à Covid-19, realizado em 7 de dezembro, que teve o apresentador Zeca Camargo e a atriz e produtora Maria Gal como mestres de cerimônias.

 

No início da cerimônia, Sérgio Dávila, diretor de Redação da Folha de S.Paulo, destacou como os projetos precisaram buscar respostas urgentes e inovadoras em razão, de acordo com ele, de “uma crise sanitária, social e econômica sem precedentes. Eles tiveram papel fundamental no socorro aos mais vulneráveis, fortalecimento do SUS e na influência em políticas públicas para a mobilização da sociedade civil deixar contribuições para a retomada.”

 

As respostas à pandemia ressaltadas por Dávila mobilizaram um montante expressivo, que veio de diversos setores da sociedade civil. Para além delas, o monitor de doações da Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR) computou valores superiores a R$ 6,4 bilhões – aproximadamente o dobro identificado pelo Censo Gife de 2018, que totalizou R$ 3,25 bilhões.

 

Para Márcia Woods, presidente da ABCR, essa “foi uma demonstração contundente de um Brasil solidário e generoso para combater os efeitos da pandemia e mitigar os diversos problemas sociais que enfrentamos até hoje.”

 

 

 

Enfrentando o corona e as desigualdades

 

À época em que a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou a Covid-19 como uma pandemia global, a Fundação Tide Setubal e a Benfeitoria adaptaram o Matchfunding Enfrente para promover a mitigação das desigualdades socioeconômicas intensificadas pelo vírus – isso resultou na fase Enfrente o Corona.

 

Durante essa fase emergencial para potencializar iniciativas atuantes nas periferias urbanas ao redor do Brasil, 265 iniciativas de 25 estados e Distrito Federal foram publicadas na plataforma. Entre elas, 139 contemplaram a distribuição de donativos como cesta básica, materiais de proteção e outros; 83 buscaram a sustentabilidade de micro e pequenos empreendimentos periféricos; 32 desenvolveram campanhas de conscientização e 36 se preocuparam com os cuidados com a saúde física e emocional das populações envolvidas.

 

A cada R$ 1 arrecadado via doadores individuais, que abrangiam mais de 13 mil pessoas e cujo total foi R$ 2.413.543, outros R$ 2 eram injetados por meio de fundo composto por Fundação Tide Setubal, Itaú Social, Instituto Galo da Manhã, Fundação José Luiz Egydio Setúbal, Fundação FEAC, Fundação Arymax, Instituto Humanize, Instituto GPA, Instituto Arapyaú e Benfeitoria – esse fundo distribuiu R$ 4.768.202. Desse modo, o valor arrecadado no somatório do crowdfunding e do montante aportado pelo fundo foi R$ 7.206.734

 

Para Mariana Almeida, superintendente da Fundação Tide Setubal, a plataforma possibilitou “o encontro de diversos esforços para tentar combater um pouco dos danos da Covid-19 em nossa população.” “Esssa plataforma conseguiu garantir que esses vários projetos resistissem durante a Covid-19 e possam manter os seus sonhos. Foi um grande enfrentamento à pandemia e a gente segue em frente agora.”

 

 

Continuar é preciso

 

O Matchfunding Enfrente continua no ar, mas agora está em outra etapa. Desta vez, 15 iniciativas de locais diversos no Brasil, que têm projetos com três anos de execução, entraram em fase de captação e têm como objetivo arrecadar R$ 90 mil a cada ano.

 

Nesta fase, além da Benfeitoria, os parceiros do Fundo Enfrente são Itaú Social, Instituto Galo da Manhã, Fundação José Luiz Egydio Setúbal, Fundação Feac, Fundação Arymax, Instituto Humanize, Extra, por meio do Instituto GPA, e Instituto Arapyaú.

 

Até 18 de dezembro, 2.892 colaboradores individuais mobilizaram R$ R$ 1.417.837 para apoiar as ações incluídas na plataforma benfeitoria.com/enfrente.


Compartilhar:

Nós utilizamos cookies para melhorar a experiência de usuários e usuárias que navegam por nosso site.
Ao clicar em "Aceitar todos os cookies", você estará concordando com esse armazenamento no seu dispositivo.
Para conferir como cuidamos de seus dados e privacidade, acesse a nossa Política de Privacidade.